Plano de Contas – Como organizar o Financeiro da Empresa

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Plano de Contas - Crescimento

Após um longo mês de trabalho, o empreendedor olha o saldo da conta corrente da empresa e verifica que possui saldo positivo ou negativo.

Mas pra onde foi o dinheiro dos produtos vendidos e serviços prestados? Como saber disso sem ter que abrir conta por conta para somar os valores pagos?

Caso você se encaixe numa situação parecida, é altamente recomendável você conhecer o termo Plano de Contas.

Plano de Contas – O que é?!

O Plano de Contas é uma ferramenta organizacional, que fornece uma completa lista de todos os tipos de contas que a empresa possui.

Essas contas são todas as despesas ou receitas que a empresa gera ao longo do período. Em outras palavras, tudo que a empresa tem para pagar e para receber.

O Plano de Contas contém os tipos de contas que a empresa possui e cada tipo de conta contém:

  • Código: Identificação do código identifica quantos subníveis existem nessa conta.
  • Nome do Tipo de Conta: Tipos de Contas é uma maneira de generalizar a conta, como por exemplo: Água (No caso de Santa Catarina seria a Casan).
  • Descrição da Conta: Auxilio para ser fácil de lembrar o objetivo dessa conta.

Na prática, o plano de contas serve como uma base para o sistema financeiro da empresa. Essa estrutura de contas facilita a adição de notas contas, a exclusão de outras contas e a facilidade de visualizar o objetivo da existência da conta.

Também ao analisar o plano de contas, junto com o resultado do período, fica bem simples explicar como é gasto o dinheiro e como é recebido também.

Dentro do plano de contas, geralmente são listados os tipos de contas em ordem de acordo com o seu código. Geralmente inicia com os tipos de contas de receita e depois as contas de despesas.

Segue um exemplo de Plano de contas.

Plano de Contas - Exemplo

No exemplo acima é listado somente algumas contas da empresa. Mas o objetivo é de mostrar como é simples organizar as contas e como isso pode mudar a vida da empresa.

Tipos de Planos de Contas

Existem alguns tipos de planos de contas padrões no mercado, mas o que mais se destacam é o Plano de Contas Contábil e o Plano de Contas Gerencial.

Plano de Contas Contábil

O plano de contas contábil tem o objetivo de evidenciar a situação patrimonial da empresa e todas as contas que levaram a essa situação.

Essa estrutura de contas deve ser estruturada de acordo com a Lei 6.404/76 (Lei das S/A) e seus Fundamentos Contábeis.

Esse plano de contas é utilizado pela contabilidade para fechar o balanço patrimonial com base na legislação comercial.

O plano de contas contábil é separado pelos seguintes grupos:

  1. Ativo
    1. Ativo Circulante
    2. Não Circulante
  2. Passivo
    1. Passivo Circulante
    2. Não Circulante
  3. Despesas
  4. Receitas

 

Plano de Contas Gerencial

Diferente do contábil, o plano de contas gerencial é mais voltado para a empresa, e por isso fica em aberto para o empreendedor definir as contas que mais fazem sentido para a empresa.

O empreendedor pode definir os tipos de contas utilizados no plano de contas, sem a necessidade de seguir uma legislação oficial.

O objetivo é que o empreendedor consiga identificar no plano de contas, que conta tem recurso, qual a conta que deve ter menos recurso e qual a conta que pode pagar mais por ela.

É importante que os tipos de contas do Plano de Contas Gerencial, sejam familiares com o Contabil, para que a exportação e importação de valores entre os planos de contas não gere muito esforço.

Grupos de Plano de Contas

Um importante propósito do plano de contas é separar despesas de receitas, separar o que é fixo do que é variável.

Como nosso foco no blog é o auxilio para as empresas, estou dando um exemplo simples de um plano de contas gerencial.

Receitas

Partindo da premissa de quando mais simples for o plano de contas, mais simples será de gerenciar, nosso plano de contas parti do seguinte princípio.

  1. Receita
    1. Venda de Produtos / Serviços
    2. Aluguéis de Produtos

O objetivo das Contas de Receitas é descobrir como o dinheiro entra na empresa.

Para o empreendedor é simples entender isso, mas ao desenvolver o plano de contas é possível abrir novas maneiras de receber recursos.

As contas de Receitas também podem ser separadas por linhas de produtos caso for do interesse do empreendedor saber dessa informação.

Despesas

As contas de Despesas naturalmente são maiores que as contas de Receitas.

  1. Despesa
    1. Computadores
    2. Imóveis
    3. Instalações
    4. Móveis e Utensílios
    5. Veículos
    6. Benfeitorias em Bens de Terceiros
    7. Gastos de Organização
    8. Fornecedores
    9. Duplicatas a Pagar
    10. Salários a Pagar
    11. Impostos e Taxas a Recolher
    12. Água e Esgoto
    13. Alugueis Passivos
    14. Café e Lanches

Nas contas de Despesa é possível separar as contas a pagar da empresa.

Esses tipos de contas podem ter vários níveis de hierarquia, conforme o empreendedor achar conveniente para o seu controle. Por exemplo, caso a empresa utilize mais de 1 veículo para o operacional, o plano de contas poderia ficar dessa maneira:

  1. Despesas
    5. Veículos
    5.1. Savero – XPT-0000
    5.2. Strada – XPT-0001

Dessa maneira, poderíamos ter uma análise de qual veículo está gastando mais com Manutenção, Combustível, etc.

Com essa separação o empreendedor pode descobrir os gastos da empresa e repensar se os valores dos tipos de contas estão condizendo com a realidade.

Importância de um Plano de Contas

O plano de contas é a base organizacional financeira da empresa.

Um Plano de Conta bem desenvolvido não somente informa o quanto é necessário para empresa continuar operacional, mas também auxilia a empresa a iniciar uma fase de novas analises financeira, podendo gerar diversos relatórios como Demonstrativo de Resultado, Fluxo de Caixa.

  • Pingback: Planilha de Contas a Pagar - Controle Financeiro()

  • Danilo da Silva

    Veículos deveriam fazer parte de um plano de contas de centros de custo/lucro. Caso você tenha diferentes tipos de despesas a lançar para um mesmo veículo, não precisará ter diferentes subcontas para o veículo em cada um destes tipos de despesas.