Por quê devo separar o dinheiro da empresa do pessoal?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Separar o dinheiro da empresa do pessoal é uma das questões mais importantes para uma empresa. O Fato de você não fazer isso, pode levar seu negocio a falência. Ilustramos isso da seguinte forma imagine que você tem a reserva de dinheiro mensal para o pagamento da parcela da sua casa. Mas se constantemente você utilizar esse dinheiro reservado para outras finalidades, vai chegar o momento que você não terá o dinheiro para a parcela. Na empresa ocorre o mesmo quando você não separa seu dinheiro.

 

Veja no post alguns motivos do por que você deve se esforçar para separar o seu dinheiro do da empresa.

Vamos começar pelo problema de não separar o dinheiro!!

O Grande problema é a falta de planejamento tanto na vida pessoal do socio como da empresa, por não fazer essa separação você pode estar tirando mais dinheiro da empresa do que ela suporta. Causando a falencia em alguns casos. Outro problema é o fato de que você vai sentir que nunca esta sendo pago pelo seu trabalho na empresa.

Então ja explicamos os riscos de não separar o dinheiro da empresa do pessoal, agora vamos mostrar os motivos para você fazer essa separação.

Avaliação das operações da empresa com precisão.

Com o dinheiro da empresa separado do pessoal, você terá clareza quanto aos valores que entram no seu negocio e do que está saindo. Com isso você poderá saber exatamente se sua operação está dando prejuízo ou lucro. Monte um Fluxo de caixa ou um orçamento para empresa com os valores reais dos custos e rendas sem distorções. Seja realista nesse momento. Um bom sistema de gestão empresarial pode lhe ajudar a saber os valores com precisão. Conte com nosso sistema de gestão para lhe ajudar.

Defina seu pró labore.

Esse é um dos pontos mais importantes. Ter um pró-labore(Salário dos Sócios) garante que você não caia no erro comentado no inicio de tirar da empresa mais do que ela suporta. Também garante que você saiba exatamente com o valor que terá para seus gastos pessoais. E será muito mais difícil numa época difícil você ficar sem nada. Pois isso já estará lançado no planejamento da empresa. Sobre esse assunto tem um artigo muito bom no blog do André Koerich que fala sobre o respeito com o dinheiro.

Reserva de caixa

 

Separa o dinheiro pessoal e o da empresa lhe possibilitará um controle melhor da empresa como também lhe possibilitará fazer uma reserva de caixa para emergências. Reserve parte dos rendimentos da empresa para esse caixa. Quando necessitar movimenta-lo o faça. Mas cuide para que seja usado somente para emergências da empresa. Anote todos os gastos e movimentos desse caixa. Essa é uma excelente ideia para aplicar nas suas finanças pessoais.

 

Dicas de como se organizar

E por fim veja dicas de como conseguir um pró-labore fixo em 3 meses. Essas dicas vieram de um artigo que me chamou atenção no 4blue.

  1. Se você ainda não tem uma conta jurídica, este é o primeiro passo. Mesmo com taxas a mais, pode ter certeza que vale a pena, é uma das melhores formas de começar.
  2.  A partir de agora, anote todos os seus gastos pessoais como pró-labore em seus controles.
  3.  Ao final do 1º mês faça uma análise do quanto você retirou de pró-labore sem “perceber”. Nesta análise pense em:
    1. A empresa pode realmente lhe pagar tudo isso? Uma coisa é o quanto você como sócio quer retirar, outra é o quanto a empresa pode pagar.
    2. Agora que você sabe o valor, faça uma programação de retirada semanal do valor. Por exemplo, se deu 7 mil, mas você percebe que não da pra ser isso e quer retirar 4 mil. Faça uma programação para retirar 1000,00 por semana no 2º mês
    3. Importante! Tente não falhar neste processo, retire apenas uma vez por semana. Se tiver uma semana que vai precisar de mais dinheiro é preferível você fazer uma retirada maior e na semana seguinte uma menor, do que retirar duas vezes na semana. Programe-se, é possível =)
  4.  Ao final do 2º mês faça uma nova análise sobre como foi. O valor é suficiente para você? A empresa pode arcar com isso. Lembre-se sempre, você deve retirar o que a empresa pode pagar, não o que você gostaria de receber. Isso para não boicotar a própria empresa.
  5.  Agora faça um planejamento para retirar duas vezes por mês, se achar que já é possível uma vez, ótimo, mas o mínimo é que você retire apenas duas vezes. Combinado?

Se você conseguir seguir essas dicas e motivos que separamos para vocês, mesmo num mês onde seu negocio tiver prejuízo(Algo normal para qualquer negocio), você assim como qualquer outro funcionário terá seu rendimento assegurando por um saldo positivo nas contas da empresa. Sabemos que nem sempre será fácil mudar para essa nova visão empresarial mas acredite será a melhor forma de gerenciar tanto sua empresa quanto sua vida, e fazendo isso você também não estará boicotando a própria empresa nem a si mesmo.

“Lembre-se !! Passe a respeitar o dinheiro, para ele respeitar você!”.

Conte para nos se você separa o dinheiro da empresa e o pessoal? Qual tem sido suas dificuldades para fazer isso? E se você já conseguiu separar qual foi a maior vantagem?

Este artigo nasceu de inspiração em dois artigos que li esssa semana uma no Blog Resultado Azul do André, administrado e consultor financeiro. E um artigo da 4Blue também empresa de consultoria financeira.