Modelo de Fluxo de Caixa (Excel) – Conceito e Como Fazer

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Fluxo de Caixa

Para as Pequenas Empresas, conseguir fazer tarefas com pouco esforço é um dos segredos para ter sucesso.

A realidade brasileira faz com que a maioria das empresas trabalhem com uma baixa margem de lucro, o que dificulta a contratação de funcionários para aumentar o desempenho da empresa. (Conceito de Empoderamento)

Mas uma ferramenta que pode auxiliar o gestor e é simples de desenvolver, é o Fluxo de Caixa.

Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa é um relatório gerencial que tem o objetivo de mostrar o volume das operações financeiras da empresa. (Caso queira mais tipos de relatórios gerenciais, basta acessar essa página)

As operações financeiras podem ser de Saídas / Despesas (Compra de Produtos, Matérias Primas, Conta de Água, Luz…) e Entradas / Receitas (Venda de Produtos, Serviços, Bonificações, Comissões…) de um determinado período de análise que pode ser diário, semanal ou mensal.

Similar ao Livro Caixa, essa ferramenta precisa ser formada com o volume de valores recebidos e pagos.

Como criar um Fluxo de Caixa

Para que possamos criar um relatório de fluxo de caixa, o primeiro passo é salvar as contas pagas e recebidas em uma planilha Excel ou em um caderno. (Você pode baixar uma planilha modelo para as contas a pagar ou contas a receber clicando aqui)

Após termos a visão de todas as contas de maneira singular, precisamos categorizá-las para identificarmos o motivo dessa conta. Esse passo pode ser feito no ato do registro das contas.

Após registrar as contas, precisamos separar-las em um período. Geralmente esse período pode ser de 1 mês.

Com esse período separado, as contas precisam ser totalizadas. Nesse passo nós damos forma ao fluxo de caixa.

O ultimo passo, basta separar as Receitas e Despesas. Agora o fluxo de caixa está formatado.

Para facilitar o processo de criar o fluxo de caixa, criamos uma planilha modelo de deixamos disponível para download abaixo.

Modelo de Fluxo de Caixa

Criamos um modelo de fluxo de caixa para facilitar o processo de registro das contas. Basta fazer o download abaixo.

downloads-icon

Download

Planilha Controle Fluxo de Caixa

Projeta para períodos futuros todas as entradas e as saídas de recursos financeiros da empresa, indicando como será o saldo de caixa para o período projetado.

Esse modelo possui algumas categorias / históricos de contas de exemplo, mas você pode alterar ou inserir novas categorias.

>> Clique aqui para baixar mais modelos de planilhas 100% gratuito <<

Tipos de Análises do Fluxo de Caixa

Após criar um fluxo de caixa, é possível fazer algumas análises importantes do relatório.

Essas análises auxiliam a verificação dos totais das contas, se podemos fazer alterações para diminuir as despesas e/ou aumentar as receitas. (Verifique também alguns indicadores importantes)

Fluxo de Caixa -  Analise Vertical

Análise Vertical

Uma importante análise que possamos fazer com o relatório de fluxo de caixa é de comparar as contas do período estipulado.

Essa análise ajuda a verificar em quais os totais o volume de receitas ou despesas está mais concentrado.

Para facilitar a visualização, é importante que a planilha de fluxo de caixa possua um percentual com relação ao total das contas.

Fluxo de Caixa -  Analise Horizontal

Análise Horizontal

A partir de um segundo período de fluxo de caixa, é possível criar uma análise entre os períodos, a analise horizontal.

Essa analise ajuda a descobrir a evolução das contas durante os períodos. Por exemplo, com o aumento da energia nacional, quanto isso pode ter influenciado a empresa.

Análise por Projeto

Para empresas manufatureiras que criam máquinas complexas, é possível criar um fluxo de caixa para o projeto.

Esse fluxo de caixa trará uma analise do Projeto Vendido x Custo do Projeto. E o total das contas poderá mostrar se teve resultado positivo ou negativo.

Tipos de Fluxo de Caixa

Além do fluxo de caixa mais utilizado, foram criadas algumas extensões dessa ferramenta, para suprir demais necessidades.

Fluxo de Caixa Descontado

O Fluxo de Caixa Descontado tem o objetivo de medir o tempo de retorno de um capital investimento e avaliação de empresa.

Esse relatório gera o valor da empresa para os próximos anos com relação ao valor do dinheiro atual.

Fluxo de Caixa Livre

O Fluxo de Caixa Livre é mais voltado para o fluxo de operações financeiras e não tem o objetivo de exibir as despesas financeiras.

Ele é menos utilizado que o fluxo de caixa tradicional e é voltado para representar valores a longo prazo.

Fluxo de Caixa Previsão

A ferramenta Fluxo de Caixa Previsão também utiliza das raízes do fluxo de caixa para criar uma projeção dos resultados do período.

O Fluxo de Caixa Previsão utilizado é mais utilizado em um período semanal e é utilizado para projetar o resultado mensal da empresa.

Problemas que precisam ser evitados

Com essa ferramenta, o empreendedor tem a vida financeira da empresa em um relatório simples e objetivo, mas existem algumas armadilhas que precisam ser evitadas.

Não adianta só criar, precisa acompanhar

O objetivo de criar um relatório como o Fluxo de Caixa, é de criar várias análises que nos dizem como está a saúde da empresa.

E os valores de Recebimento e Pagamento, naturalmente vão se alterando conforme o período.

O padrão mais comum de acompanhamento do fluxo de caixa é mensal, ajudando o empresário a avaliar o desempenho do negócio naquele mês.

Na prática, é melhor acompanhar diariamente. O fluxo de caixa não serve somente para ver quanto está gastando, mas sim para falar do passado e do futuro da empresa.

Não ter Tipos de Contas claros ou Duplicados

Somente se o empresário conhecer que contas ele está pagando ou recebendo, será possível entender sua despesa total e sua receita e então tomar decisão mais precisa.

Um exemplo disso, é utilizar categorias como: Aluguel, IPTU, água luz, salário, etc. Essas categorias possuem o nome simples, e o empresário sabe qual é o objetivo somente de olhar para a conta.

Desta forma, fica mais fácil identificar, por exemplo, onde a empresa gasta mais e até como seria possível reduzir custos

Lançar Vendas ao invés de Recebimentos

As vendas da empresa muitas vezes se da por intermédio de parcelamentos.

É necessário tomar um cuidado ao lançar isso no fluxo de caixa, pois o parcelamento deve ser inserido no fluxo de caixa de acordo com o mês que está se recebendo.

O que deve ser lançado no fluxo de caixa são as receitas e não as vendas.

A receita é aquilo que entrou de dinheiro. Se fizer uma venda em três vezes, vai ter que lançar o pagamento em três vezes também.

Não ser realista

É com o acompanhamento diário que o empresário vai aprendendo como o negócio se comporta mês a mês e pode se preparar para períodos de baixa.

Isso só acontece se os dados usados estiverem de acordo com a realidade.

Empresas projetam fluxo de caixa de até 2 anos, com o que imaginam que vai ser a atividade.

Cada vez que aumentam as expectativas de venda, aumentam os gastos também.

Conclusão

Independente do tamanho da empresa, o fluxo de caixa é uma ferramenta fundamental para a análise financeira da empresa.

Sem essa ferramenta, a empresa está passível de gastos descontrolados, pois, a visualização dos valores pode estar sendo gastos mais do que necessário em contas que não tem importância.

O diferencial dessa ferramenta, é do empreendedor notar facilmente as divergências no volume total das contas de um mês para o mês anterior.

Com isso o empreendedor sempre tem a empresa na mão.

Gostaria de adicionar alguma informação importante?! Compartilhe suas idéias no comentário abaixo.