Fluxo de Caixa Previsão – Entenda como montar

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Fluxo de Caixa PrevisãoFluxo de Caixa Previsão (FCP) é uma importante ferramenta para ajudar o gestor a controlar o negócio e seus custos por meio de previsão.
O Fluxo de Caixa Previsão é criado utilizando informações disponíveis no cotidiano da empresa para criar a previsão de quanto recurso o gerente terá em caixa ou quanto será necessário pagar aos fornecedores.

Por que é necessário Fluxo de Caixa Previsão?

É importante provisionar quanto dinheiro tem para entrar em caixa e quanto dinheiro é necessário para pagar fornecedores e prestadores de serviço.
A previsão irá dizer se a empresa tem recursos suficientes para manter-se operante ou se poderão expandir suas atividades.
Também mostrará quando mais caixa estará saindo da empresa do que entrando.
Dessa maneira o gestor conhecerá o rumo da empresa, e poderá mudar os planos caso não estejam a favor, antes mesmo de acontecer.

Como criar um Fluxo de Caixa Previsão?

O Fluxo de Caixa Previsão é separado em 2 seções principais:

Receitas – Entrada de Caixa

Nessa seção estão listadas todas as maneiras que o negócio terá de Receita (entrada de valores), como por exemplo, Investimentos, Juros, Vendas, Prestações de Serviços.

Despesas – Saída de Caixa

Essa seção é a maior do Fluxo de Caixa Previsão, e inclui todas as maneiras de Despesa da empresa (quando o dinheiro é gasto), com a atividade que a empresa exerce.
Geralmente essa seção é composta pelos seguintes itens básicos:

  • Salário – Esse item é utilizado para inserir o total que será retirado da empresa para pagamento dos colaboradores.
  • Aluguel – Esse item está relacionado com o pagamento de alugueis para a empresa, geralmente destinado para o local da empresa.
  • Matérias Primas – Compra de itens necessários para desenvolver o produto ou realizar a prestação de serviços.
  • Despesas Administrativas – Despesas para com o administrativo da empresa.

Operação Final de Fluxo de Caixa Previsão

O importante indicador do Fluxo de Caixa Previsão é o extrato do Valor Liquido Final.
Essas 2 seções necessitam finalizar o Fluxo de Caixa Previsão com um valor liquido e de preferência positivo.
Para gerar o valor liquido basta efetuar a seguinte operação.
Valor Liquido = Total Seção Receitas – Total Seção Despesas.

Fornecendo informações para o Fluxo de Caixa Previsão

Fornecer informações para Receitas

Para empresas que já existem, basta basear nos índices de crescimento do ano passado. Então decidir que ajustes serão efetuados, como por exemplo, uma capacidade maior ou menor de venda ou manter a mesma taxa de crescimento.

Para novas empresas, quando se prepara o Fluxo de Caixa Previsão, é recomendável iniciar pela seção de Despesas. Após ter gerado as previsões de despesas, você terá uma ideia de quanto caixa de receita será necessário para cobrir as Despesas. Com base nesse valor de despesa será mais fácil estimar um crescimento mínimo.

É importante ressaltar que as vendas sempre são variáveis, pois depende de diversos fatores como público-alvo, sazonalidade, formas de pagamento… Por isso, é necessária uma atenção dobrada no momento de estimar as Receitas.

Outros exemplos de Receitas

Fontes de Receitas pode variar de acordo com o negócio.
Abaixo segue uns exemplos de receitas:

  • Fundos de Investimento;
  • Investimento de Sócios, Anjos, Semente;
  • Royalties, Licenças, Franquias;

Fornecer informações para Despesas

Quando se calcula um Fluxo de Caixa Previsão com a visão de Despesas, é necessário conhecer quais serão os custos fixos (que não se alterará de acordo com a demanda de trabalho) e os custos variáveis ( que se alterará de acordo com o volume de trabalho).

Despesas também podem ser utilizadas para o processo administrativo.

Outros exemplos de Despesas:

  • Compra de Novos ativos;
  • Taxas de bancos;
  • Aluguel de máquinas;
  • Salários;
  • Investimentos;

Preparando o Fluxo de Caixa Previsão e colocando as seções juntas.

Antes de iniciar a previsão de valores você precisa decidir que período a previsão cobrirá. A base de um fluxo de caixa é o período. A partir disso, é necessário obter as informações necessárias para não criar falsa expectativa.

Importância Fluxo de Caixa Previsão

Mais importante de todos

O passo mais importante do Fluxo de Caixa Previsão é a revisão da ferramenta. Quando o Fluxo de Caixa Previsão é criado é importante criar um cronograma para revisar o Fluxo de Caixa Previsão. Não para simplesmente medir o grau de previsão que o gestor tem, mas para criar maneiras alternativas de dobrar a meta.

Regras importantes para o Fluxo de Caixa Previsão.

  • Seja realista em termos de quanto de produto ou serviço irá vender;
  • Lembrar sempre da definição de receita (dinheiro que entra por venda ou investimento) e despesa (total de dinheiro necessário para produzir ou entregar os produtos ou serviços);
  • Planejar diversos cenários, por exemplo, períodos de alta demanda e períodos de baixa demanda;
  • Planejar sazonalidade.

Gostou desse post? Comente e veja os nossos outros post também.