Descubra o caminho para eliminar as velhas planilhas: ERP para MPEs

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

As pequenas e médias empresas (PMEs) são mais de 95% das empresas no Brasil. Elas são a mola propulsora da economia brasileira e assumem cada vez mais a linha de frente na inovação tecnológica.

Contudo, ainda há muitas empresas que não investiram em um bom sistema de gestão empresarial. Por isso, neste post vamos tratar sobre os benefícios do ERP para PMEs. Veja:

1 – Controle gerencial

Um bom ERP torna todos os processos integrados, com departamentos e colaboradores alimentando uma única central de informação corporativa. Isso dá aos gestores um panorama em tempo real da produtividade, bem como gera relatórios que facilitam a tomada de decisão.

Com planilhas de Excel, esta consolidação de dados fica demorada e, muitas vezes, não reflete a realidade, pois nem sempre elas estão atualizadas e podem ser extraviadas ou alteradas com facilidade.

2 – Suporte ao crescimento da empresa

Conforme aumentam as atividades de controladoria da empresa, gerir um número grande de planilhas desestruturadas passa a ser um trabalho árduo que requer mais equipe para alimentar e consolidar as informações.

Um bom ERP dá suporte ao aumento do volume de transações e dá suporte ao crescimento natural da empresa. As empresas que mais crescem são aquelas que melhor fazem a gestão de sua operação. Com a tecnologia essa gestão fica mais ágil e barata.

3 – Fluidez nos processos

Vejamos este exemplo: com planilhas manuais, lançar uma venda requer todo o trabalho de encontrar a planilha daquele cliente – ou criar uma para um novo cliente -, depois abrir outra planilha para ver descontos especiais para aquela compra. Depois é preciso lançar a baixa no estoque em outra planilha e finalmente alimentar a planilha financeira.

Agora pense no seguinte: em poucos cliques, uma só pessoa dá entrada no pedido, automaticamente os preços são puxados, o estoque é atualizado e o pessoal do financeiro recebe as informações na sua tela. Não é tudo mais ágil e com menor chance de erros?

A fluidez nos processos é também um dos grandes trunfos de um ERP. Com a sincronização dos trabalhos, elimina-se o desperdício de tempo e diminuem as ocorrências de erros.

Mais assertividade nas relações fiscais

O sistema tributário brasileiro é um dos mais complexos do mundo. E qualquer erro na hora de lançar as informações de recolhimento de tributos, por exemplo, pode gerar multas e outras sanções para a empresa.

Com um ERP de boa qualidade, as atualizações referentes à legislação são feitas automaticamente, evitando dores de cabeça. Desde a simples emissão de uma nota fiscal eletrônica (NF-e) até o cálculo dos impostos, tudo fica mais simples e traz para o controle gerencial mais tranquilidade – diminuindo a dependência de terceiros.

Pequenas e médias empresas não podem mais se dar ao luxo de ter uma gestão amadora. O mercado está cada vez mais competitivo e é preciso pensar em médio e longo prazo. Com um bom ERP, a gestão fica mais profissional e estratégica.

Sua empresa já conta com um ERP ou quer migrar para uma gestão mais estratégica? Faça contato conosco ou deixe um comentário abaixo!